top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

Superchip NVIDIA Grace Hopper capacita JUPITER, definindo uma nova classe de supercomputadores

Atualizado: 16 de nov. de 2023

NVIDIA GH200 marca uma nova era na supercomputação para enfrentar grandes desafios em ciência de materiais, pesquisa climática, descoberta de medicamentos e muito mais.

Superchip NVIDIA Grace Hopper capacita JUPITER, definindo uma nova classe de supercomputadores

A NVIDIA anuncia que o JUPITER — que lança uma nova classe de supercomputadores para descobertas científicas baseadas em IA — será equipado com a arquitetura de computação acelerada NVIDIA Grace Hopper™ para fornecer poder de computação em escala extrema para cargas de trabalho de simulação e IA.


Hospedado nas instalações de Forschungszentrum Jülich, na Alemanha, o JUPITER — que é propriedade da EuroHPC Joint Undermaking e contratado pela Eviden e ParTec — está sendo construído em colaboração com NVIDIA, ParTec, Eviden e SiPearl para acelerar a criação de modelos fundamentais de IA em clima e pesquisa meteorológica, ciência de materiais, descoberta de medicamentos, engenharia industrial e computação quântica.


JUPITER marca a estreia de uma configuração de nó quad NVIDIA GH200 Grace Hopper Superchip, baseada na arquitetura de refrigeração líquida BullSequana XH3000 da Eviden, com um módulo booster compreendendo cerca de 24.000 chips GH200 interconectados com a plataforma de rede NVIDIA Quantum-2 InfiniBand. Sendo o sistema de IA mais poderoso do mundo, o JUPITER pode fornecer mais de 90 exaflops de desempenho para treinamento de IA – 45x mais do que o sistema JUWELS Booster anterior da Jülich – e 1 exaflop para aplicações de computação de alto desempenho (HPC), consumindo apenas 18,2 megawatts de energia.


O quad GH200 apresenta uma arquitetura de nó inovadora com 288 núcleos Arm Neoverse capazes de atingir 16 petaflops de desempenho de IA usando até 2,3 terabytes de memória de alta velocidade. Quatro GH200s estão conectadas em rede através de uma conexão NVIDIA NVLink® de alta velocidade.


“O supercomputador JUPITER equipado com NVIDIA GH200 e usando nosso software avançado de IA fornecerá desempenho de IA e HPC em exaescala para enfrentar os maiores desafios científicos de nosso tempo”, diz Ian Buck, vice-presidente de hiperescala e HPC da NVIDIA. “Nosso trabalho com Jülich, Eviden e ParTec neste sistema inovador inaugurará uma nova era de supercomputação de IA para avançar as fronteiras da ciência e da tecnologia.”


“No coração do JUPITER está a plataforma de computação acelerada da NVIDIA, tornando-o um sistema inovador que revolucionará a pesquisa científica”, afirma Thomas Lippert, diretor do Jülich Supercomputing Center. “O JUPITER combina IA exascala e HPC exascala com o melhor ecossistema de software de IA do mundo para impulsionar o treinamento de modelos fundamentais a novos patamares.”


“O sistema JUPITER do Jülich Supercomputing Centre é o exemplo mais recente dos avanços significativos que a Eviden está fazendo com o NVIDIA GH200”, conta Emmanuel Le Roux, vice-presidente sênior do grupo e chefe global de HPC, IA e quantum na Eviden. “A colaboração com a NVIDIA para integrar o revolucionário GH200 ao supercomputador BullSequana XH3000 capacitará a comunidade científica e de pesquisa a ultrapassar os limites das simulações, enfrentar desafios científicos e acelerar descobertas inexploradas.”


O supercomputador JUPITER define uma nova classe de supercomputadores ao combinar a pilha completa de soluções de software da NVIDIA para resolver alguns dos desafios mais difíceis do mundo, inclusive nas áreas de:

  • Previsão climática e meteorológica — Acelera simulações climáticas e meteorológicas de alta resolução com visualização interativa usando a plataforma aberta full-stack NVIDIA Earth-2 para participar de projetos globais, como a iniciativa Earth Virtualization Engines (EVE).

  • Descoberta de medicamentos — simplifica e acelera o desenvolvimento e a implantação de modelos essenciais para a descoberta de medicamentos usando as plataformas NVIDIA BioNeMo™ e NVIDIA Clara™.

  • Tecnologias de computação quântica — Oferecem avanços gigantescos na pesquisa de computação quântica por meio do kit de desenvolvimento de software NVIDIA cuQuantum e da plataforma CUDA® Quantum.

  • Engenharia industrial — Transforma os processos de projeto de engenharia, desenvolvimento e fabricação com simulação acelerada por IA e gêmeos digitais alimentados pela estrutura NVIDIA Modulus e pela plataforma NVIDIA Omniverse™.

A instalação do sistema JUPITER está prevista para 2024.


“A NVIDIA continua a inovar, desta vez contribuindo para setores tão relevantes quanto a saúde, com avanços na descoberta de medicamentos, e a pesquisa climática, por meio do constante aprimoramento do Earth-2. A nossa missão é progredir continuamente, proporcionando maior poder computacional para essas áreas de pesquisa cruciais para o mundo”, reforça Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da NVIDIA para América Latina.

Assista ao discurso especial SC23 da NVIDIA com Buck e a professora Kristel Michielsen do Jülich Supercomputing Center para saber mais sobre o supercomputador JUPITER.

 


Sobre a NVIDIA:

Desde sua fundação em 1993, a NVIDIA (NASDAQ: NVDA) tem sido pioneira em computação acelerada. A invenção da GPU pela empresa em 1999 estimulou o crescimento do mercado de games para PC, redefiniu a computação gráfica, iniciou a era da IA moderna e tem ajudado a digitalização industrial em todos os mercados. A NVIDIA agora é uma empresa de computação full-stack com soluções em escala de data center que estão revolucionando o setor.



fonte: Sing Comunicação

7 visualizações0 comentário

コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加
bottom of page