top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

Disputa entre paiN e LOUD na Grande Final do CBLOL atrai mais de 327 mil espectadores simultâneos

A decisão da Segunda Etapa do campeonato de 2023 teve um pico de audiência 18% maior que na decisão da Primeira Etapa deste ano


Disputa entre paiN e LOUD na Grande Final do CBLOL atrai mais de 327 mil espectadores simultâneos

Recife foi a cidade sede da decisão da Segunda Etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) 2023, e o Ginásio de Esportes Geraldo Magalhães, o Geraldão, recebeu cerca de 8 mil fãs para comemorar o final da temporada 2023. Mas o público impactado pelo evento da Riot Games no último sábado (9) não parou por aí. Os fãs que não puderam estar presencialmente, como sempre, fizeram a sua parte. Por meio das transmissões da Riot Games em português e em inglês nos canais oficiais de LOL Esports no Youtube, Twitch e site, a média de audiência foi de 257,148, com pico simultâneo de 327,691. Estes números foram 25% maiores (média) e 18% maiores (pico) que os da Final da Primeira Etapa do CBLOL 2023. Além disso, o público pôde também acompanhar toda adrenalina e emoção de uma Final de CBLOL nas 12 CBLOL Fests ao redor do Brasil - fan fests organizadas pela Riot Games em parcerias com espaços gamers, arenas, bares e outros pontos de encontro da comunidade, que cobriram as regiões Norte, Centro Oeste, Sul, Sudeste e Nordeste do país. E o CBLOL também dominou as conversas nas redes sociais no sábado (9). No Twitter, entre 12h e 16h, 7 dos 10 assuntos nos Trending Topics da plataforma no Brasil eram sobre o evento, por exemplo.

O Geraldão estava lotado de apaixonados por League of Legends e muitos deles de Recife, mas também de outros Estados do Nordeste. Caravanas de toda região levaram torcedores para a Grande Final, que além de torcerem durante a partida que consagrou a LOUD como vencedora, cantaram e se emocionaram com as atrações musicais no palco. O público teve acesso, durante as 7 horas de evento, às ativações da Riot Games e de parceiros do CBLOL como Coca-Cola, Dolce Gusto, Dorflex, Everlast, Heineken, Kit Kat e Santander. Com a loja de produtos oficiais dos times e do CBLOL presente no evento, foram vendidos cerca de 2.000 itens oficiais.

As atrações musicais deste ano consagraram definitivamente as finais do CBLOL como um momento de celebração da cultura da comunidade gamer, além do jogo. Antes de Marcelo D2 e Yung Buda subirem ao palco para cantar "Nóis É Diferente" - música tema da Grande Final deste ano, que celebra a energia e paixão da comunidade de League no Brasil, pelo jogo e pelo CBLOL - a tradicional Cerimônia de Abertura do evento contou com um ato de celebração do universo do League of Legends, representando o reino de Iônia através de um combate entre Akali, a Assassina Renegada, e Zed, o Mestre das Sombras.

O Halftime Show do CBLOL, oferecido pela Heineken, trouxe Matuê, artista que carrega uma multidão de fãs das novas gerações, e que durante a performance no palco do CBLOL de três de seus sucessos fez o público presente soltar a voz e pular a cada beat.

“Poder levar um evento de Final do CBLOL para o nordeste foi uma das grandes conquistas deste ano e não poderíamos estar mais felizes e satisfeitos com o resultado. A energia contagiante do povo nordestino fez esta Final entrar para a história! E mesmo quem não pôde estar presencialmente, se fez presente, como mostram os números, porque é isso que a comunidade brasileira de League faz. Seja nas arquibancadas, nas CBLOL Fests, ou em suas casas… os fãs se envolvem profundamente. Em 2023 celebramos a comunidade brasileira de League, que é quem faz o CBLOL se destacar entre todas as ligas do mundo, e o que vimos no Geraldão comprovou ainda mais que o CBLOL é ‘Diff’ mesmo! Temos cada vez mais orgulho de ver nossa modalidade impactando continuadamente uma parcela generosa dos apaixonados por Esports”, comenta Igor Correa, Gerente de Produto de Esports da Riot Games no Brasil.

Com a vitória por 3 x 1 contra a paiN Gaming, a LOUD é a representante Brasileira no Worlds 2023 - Campeonato Mundial de League of Legends - que neste ano acontece na Coreia do Sul, entre 10 de outubro e 19 de novembro. O primeiro desafio da LOUD é contra a GAM Esports.


Sobre o CBLOL O Campeonato Brasileiro de League of Legends deu seus primeiros passos em 2012, pouco após a estreia do servidor brasileiro, em um torneio de três dias. O primeiro campeonato em forma de liga foi realizado em 2014, com o precedente de duas etapas anuais, ou dois splits, com playoffs e uma grande final brasileira. Hoje, o CBLOL é a liga pioneira e uma das líderes de audiência no Brasil, atingindo centenas de milhares de pessoas ao vivo em suas transmissões pela internet e TV. A partir de 2021, o campeonato passou a adotar o modelo de franquias, com a presença de 10 organizações esportivas de renome, tanto nos Esports quanto nos esportes tradicionais.

Sobre a Riot Games

A Riot Games foi fundada em 2006 com o objetivo de desenvolver, distribuir e apoiar os maiores e melhores jogos com foco nos jogadores. Em 2009, a empresa lançou League of Legends, seu título de estreia, aclamado no mundo inteiro. O LoL cresceu até se tornar o título de PC mais jogado do mundo, transformando-se em um dos pontos-chave do crescimento explosivo do cenário de Esports. À medida que o LoL entra em sua segunda década, a Riot continua aprimorando o jogo e oferecendo novas experiências aos jogadores com Teamfight Tactics, Legends of Runeterra, VALORANT, League of Legends: Wild Rift, Riot Forge e vários títulos em desenvolvimento. A Riot também está expandindo o mundo de Runeterra em projetos multimídia, incluindo música, quadrinhos, jogos de tabuleiro e Arcane, série animada vencedora do Emmy. Fundada por Brandon Beck e Marc Merrill, a Riot está sediada em Los Angeles, na Califórnia, e conta com mais de 4.500 Rioters e mais de 20 escritórios no mundo todo.


fonte: InPress Porter Novelli

3 visualizações0 comentário

Комментарии

Оценка: 0 из 5 звезд.
Еще нет оценок

Добавить рейтинг
bottom of page