top of page
  • Foto do escritorJu Puccia

Gameplay do jogo GYLT, por Ju Puccia

No dia 6 de julho, a Tequila Works anunciou o lançamento para novas plataformas de seu jogo de "delicado" terror GYLT, e com isso, a Tencent Games gentilmente nos disponibilizou uma cópia para testarmos e trazer à vocês nossas impressões sobre ele.

Situado em um mundo assustador e melancólico, GYLT é uma história sinistra que mistura fantasia e realidade em um lugar surrealista onde os pesadelos se tornam reais. Esconda-se de criaturas terríveis ou escolha enfrentá-las enquanto encontra seu caminho através dos desafios deste mundo perverso. Os jogadores embarcarão em uma jornada onde enfrentarão seus piores medos e serão confrontados com o impacto emocional de suas ações.


Em Gylt, vivemos na pele de Sally, que está em busca de sua prima desaparecida, Emily, que sofria bullying na escola, e esse é o tema abordado nessa narrativa.


Após um pequeno período de exploração na cidade de Betheldwood, Sally é perseguida por valentões que quebram sua bicicleta e ela tem que pegar um teleférico para voltar para sua casa, e nisso, ela é teletransportada para esse mundo estranho que falamos acima, mais precisamente, a escola Bachman, onde se a maior parte da narrativa.


O gráfico lembra muito Coraline do Tim Burton, e não duvido que tenha sido proposital, e funciona! Coraline e pesadelos são tudo o que Sally e Emily estão passando em sua vida.


A gameplay em si é fácil. É um jogo estilo stealth, onde temos apenas 4 tipos diferentes de inimigos que podem ser evitados, passando sorrateiramente por eles, ou os despistando, e também tem um pouco de puzzle, mas tudo bem, Sally é uma garota de apenas 11 anos.


O jogo tem dois finais, e é possível carregá-los quando se termina o game a partir do menu principal.


Antes de iniciar o jogo, há um alerta informando que o jogo trata de temas sensíveis.

Esses temas estão sempre presentes, mas não demonstrados duramente, e sim, com sutilidade, em forma de segredos pelo mundo, como cenários, diálogos, até nos chefões

Parte da história de moradores da cidade também fazem parte do enredo, você pode descobrir achando "livros estranhos" perdidos pela escola.


Confira a gameplay abaixo:


Sobre a Tequila Works

Tequila Works, S.L. faz parte da família Tencent e foi fundada em 2009 por Raúl Rubio Munárriz (Diretor de Deadlight, RiME e The Invisible Hours) e Luz Sancho Rodríguez. O primeiro título da Tequila Works, “Deadlight”, indicado ao BAFTA, foi publicado em 2012 pela Microsoft Studios. O estúdio também lançou “The Sexy Brutale”, “RiME”, “WonderWorlds”, “The invisible Hours”, “Groundhog Day: Like Father Like Son” com SPVR e MWMi, e o futuro lançamento Song of Nunu: A League of Legends Story em parceria com a Riot. A filosofia da Tequila Works é “Criar com Gosto”. A equipe consiste em uma mistura saudável de veteranos talentosos das indústrias de videogames, animação e quadrinhos, todos os quais gostam de desafiar seus talentos criativos e ver a beleza e a loucura do mundo com deslumbramento todos os dias. Visite nosso site oficial e encontre-nos nas redes sociais em @TequilaWorks.


matéria por: Ju Puccia

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글

별점 5점 중 0점을 주었습니다.
등록된 평점 없음

평점 추가
bottom of page