top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

SET Expo 2023 terá debate sobre as principais tendências tecnológicas na distribuição por streaming

Congresso mostrará inovações e a evolução tecnológica na distribuição de conteúdo para assegurar a satisfação do usuário, melhorar performance e garantir audiência

SET Expo 2023 terá debate sobre as principais tendências tecnológicas na distribuição por streaming

Temas relevantes prometem trazer ainda mais compreensão do mercado sobre como melhorar a gestão de negócios e a sustentação de grandes audiências.


Um mergulho no universo da conectividade e as complexas redes de comunicação, até chegar ao usuário. Apresentação dos principais marcos no novo mercado de distribuição por streaming. O que a tecnologia de ponta garante e como a evolução tecnológica permite alavancar negócios na distribuição de conteúdo. Estes são apenas alguns dos temas que irão permear o Congresso do SET Expo 2023, maior fórum da América Latina sobre tecnologia e negócios do audiovisual, realizado de 07 a 10 de agosto em São Paulo.


A melhor entrega da distribuição por streaming


Uma distribuição que garanta a entrega rápida e com qualidade, com baixa latência – no caso e eventos esportivos e customizado de acordo com as preferências dos usuários são os desafios e os caminhos que já começam a ser percorridos no mercado de streaming. O objetivo é melhorar a distribuição de conteúdo, fidelizar o usuário e oferecer um menu diferenciado com o perfil desejado pelo cliente. Assim é possível difundir o streaming e melhorar a audiência, segundo os especialistas do setor. Tudo isso passa por uma eficiência na codificação , distribuição de conteúdos 4K, uma baixa latência e evolução das redes de distribuição CDN (content delivery Network), por exemplo.


Outro modelo de distribuição que vem se popularizando no Brasil é o que chamamos de canais FAST. J O FAST é um canal linear, do inglês Free Ad-Supported Streaming TV, via streaming com suporte por anúncios. Uma grande tendência em vários países e aqui no Brasil já funciona pela Pluto TV. Mas há também FASTs na Samsung TV, Globo e Record.


“Várias empresas que surgiram recentemente estão experimentando esse novo modelo de streaming. Um exemplo é a Pluto TV – um aplicativo gratuito que você baixa e assiste a diversos canais lineares, para todos os gostos. Além do app, as TVs também estão explorando este modelo, assim como a Samsung.”, explica Carolina Duca, Gerente Sênior de Tecnologia da TV Globo e mediadora de um dos painéis do Congresso SET Expo.


“No Brasil estamos no começo. A ideia é que a geração desses novos canais possam estar atrelados as preferências dos usuários, saiba o que você quer, a hora que você vai para a frente da TV e com base nisso te ofereça exatamente o que você gosta. Isso é uma visão de futuro. Vai ter Inteligência Artificial e várias integrações para aprimorar este segmento, pois hoje, essa curadoria está atrelada a um perfil básico do usuário”, complementa Carolina.


O futuro e a computação em nuvem


Uma conectividade eficiente é a grande preocupação dos players no mercado atual. “Nossa preocupação é como ter a tecnologia e a conectividade para entregar esses produtos”, explica Roberto Hoffmann Netto, Gerente de Projetos de Tecnologia e Regulatórios na RBS TV, de Porto Alegre, e também curador do Congresso SET Expo 2023.


Segundo Hoffmann, a moderna distribuição de conteúdo usa o conceito de estrutura na nuvem. “O debate gira em torno de como tirar vantagens de soluções em ambientes virtualizados, em ambientes de datacenters”, comenta o executivo. A preocupação e as soluções que estarão sendo trazidas estão ligadas à infraestrutura de conectividade e os recursos tecnológicos utilizados para fazer funcionar e operar esses diferentes modelos de televisão e de negócios.


“Como prover os recursos tecnológicos para esses diferentes formatos de negócio que a indústria está enfrentando? Por muitos anos, a distribuição do conteúdo da TV aberta e linear era dependente, unicamente, dos satélites e das grandes empresas de telecomunicações que cobriam o Brasil inteiro. Hoje, isso não é mais realidade. Há novas tecnologias de transmissão, além de mais oportunidades com os novos canais de streaming, sejam FAST ou SVOD. O ambiente ficou mais complexo e com novos personagens.”, explica Hoffmann.


Ou seja, é uma forma de distribuição e uma forma de conectividade completamente diferente do que vigorava nos anos 90 ou mesmo recentemente. E isso segue mudando, vai acelerando na medida em que mais e mais pessoas tenham internet de qualidade em casa. Esse é um exemplo de como o tema conectividade está mudando para se adaptar aos novos formatos de negócio audiovisual que estão surgindo.


Outra transformação importante é o processamento em nuvem. Até pouco tempo, uma emissora de TV era um prédio gigantesco que tinha um estúdio, câmeras, salas de controle, salas de equipamentos. Eram estruturas grandes e monolíticas. Agora não. Hoje você consegue usar recursos tecnológicos e de processamento que estão nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia.


“Por exemplo, hoje não é mais preciso ter na minha sede um supercomputador, um super sistema, para renderizar uma animação gráfica. Posso usar um recurso que está lá em Cingapura, onde há um computador disponível para processar meu trabalho e depois incorporá-lo na minha produção. Como levo isso daqui pra lá e quais os custos envolvidos? São pontos relevantes e que precisam de análise.”, observa o executivo.


Os três maiores provedores de nuvem que existem hoje – Amazon, Google e Microsoft – podem ser parceiros nesses novos negócios, destaca Hoffmann. “Fabricantes tradicionais do setor de mídia estão se associando aos novos atores para criarem um ecossistema completo. É preciso que os fornecedores entendam a mudança, as adequações do mercado, para subsidiar essas transformações. Todos devem se moldar ao novo ambiente”, complementa Hoffmann, ao apontar que este é um caminho que não tem volta.


O SET Expo será realizado no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 7 e 10 de agosto. A feira tem entrada gratuita para os profissionais que atuam no segmento. Para participar do Congresso é preciso fazer inscrição.


Confira todos os temas e participantes no portal do evento.


Serviço


SET EXPO 2023

Congresso: de 7 a 10 de agosto de 2023 Feira: de 8 a 10 de agosto de 2023 Local: Expo Center Norte – Pavilhão Azul

(Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo – SP)

SOBRE A SET

Centro de excelência de atualização, representação e difusão de conhecimento de profissionais e empresas do setor, a SET é uma associação que atua como HUB de tecnologia, debates e negócios de toda a comunidade que compõe e mantém contato com o mercado, atual e futuro, de broadcast, mídia e entretenimento.


fonte: 2Pro

12 visualizações0 comentário

댓글

별점 5점 중 0점을 주었습니다.
등록된 평점 없음

평점 추가
bottom of page