top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

SATO CINEMA recebe a 47ª Mostra Internacional de Cinema em SP

Sala de cinema receberá, neste final de semana (21 e 22), uma programação especial da Mostra com filmes japoneses, coreanos e chineses: os longas “Hachiko - um Amigo para Sempre” e “Manhole - Desvio Fatal” da Sato Company são alguns dos destaques.

SATO CINEMA recebe a 47ª Mostra Internacional de Cinema em SP

Desde 16 de julho, o bairro da Liberdade conta com o SATO CINEMA, uma sala de cinema totalmente focada em uma programação voltada ao audiovisual asiático, inaugurada através da parceria da SATO COMPANY com o Bunkyo. Pela primeira vez, o local fará parte da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, com uma programação especial focada em títulos asiáticos que circularam por grandes festivais de cinema internacionais.

Entre os destaques da programação do evento neste sábado (21) e domingo (22), está o longa vencedor do Grande Prêmio do Júri e do Prêmio da Crítica no Festival de Veneza deste ano, “O Mal Não Existe”, do cineasta japonês Ryusuke Hamaguchi, ganhador do Oscar de Melhor Filme Internacional em 2022 com “Drive My Car”. Também serão exibidos dois títulos do prestigioso diretor coreano Hong Sang-soo, “Na Água” e “Em Nossos Dias”, e um documentário sobre as últimas performances do talentoso músico e compositor japonês Ryuchi Sakamoto, “Opus”, dirigida pelo seu filho Neo Sora.

A própria SATO COMPANY integra a programação adiantando dois de seus próximos lançamentos para os próximos meses. Um é a cópia remasterizada em 4K do clássico japonês “Hachiko - um Amigo para Sempre” (1987), de Seijirô Kôyama, que conta a história real de fidelidade de um cachorro ao seu dono. O outro é “Manhole - Desvio Fatal”, thriller de Kazuyoshi Kumakiri que foi exibido no Festival de Berlim de 2023.

O SATO CINEMA está preparado para proporcionar a melhor experiência possível para o público a partir de equipamentos modernos, como o projetor DCP canadense CHRISTIE (utilizada em mais de 50% dos cinemas nos USA), som Dolby 5.1 e uma das maiores telas motorizadas do país. Contando com 759 lugares no térreo, mas podendo chegar a 1100 lugares com o mezanino, o SATO CINEMA é uma das maiores salas de cinema de São Paulo.

Há outras novidades, incluindo áreas instagramáveis, com as armaduras de famosos heróis asiáticos como Jaspion, Jiraiya, Kamen Rider Back e Kamen Rider Black RX, e uma oferta de snacks típicos japoneses para oferecer a todos uma experiência completa e diferente.

Com décadas de atuação no mercado, a SATO COMPANY deseja com a iniciativa não apenas viabilizar a propagação da cultura japonesa, mas também de outros países asiáticos, em um dos corações culturais de São Paulo. Há também o desejo de trabalhar na formação de um público que já se abriu ou pretende se encantar com a experiência coletiva proporcionada por uma sala de cinema. Contando com uma audiência digital cativa (a exemplo dos mais de 417 mil inscritos no canal TokuSato), a empresa quer agora exibir títulos de seu acervo em versões remasterizadas em dimensões ampliadas para o público presencial.

SATO CINEMA NA 47ª MOSTRA: 21/10/23 (sábado) 11h: NA ÁGUA (IN WATER), de Hong Sang-soo (61'). COREIA DO SUL.

Falado em coreano. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 14 anos.

12h20: HACHIKO - UM AMIGO PARA SEMPRE (THE STORY OF HACHIKO), de Seijirô Kôyama (107'). JAPÃO.

Falado em japonês. Legendas em português.

Indicado para: 12 anos. 14h30: EM NOSSOS DIAS (IN OUR DAY), de Hong Sang-soo (84'). COREIA DO SUL. Falado em coreano. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 14 anos. 16h15: FACULDADE DE ARTES 1994 (ART COLLEGE 1994), de Liu Jian (118'). CHINA. Falado em mandarim, inglês. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português. Indicado para: 14 anos. 18h30: SEM MEDO (FEARLESS), de Ye Ying (109'). CHINA.

Falado em mandarim. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 18 anos. 20h30: O MAL NÃO EXISTE (EVIL DOES NOT EXIST), de Ryusuke Hamaguchi (106'). JAPÃO.

Falado em japonês. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 12 anos. 22/10 - domingo 11h30: SOB O SILÊNCIO DAS ÁGUAS (ONLY THE RIVER FLOWS), de Wei Shujun (101'). CHINA.

Falado em mandarim. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 14 anos 13h40: A TORRE SEM SOMBRA (THE SHADOWLESS TOWER), de Zhang Lu (144'). CHINA.

Falado em mandarim, cantonês. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português. Indicado para: 14 anos. 16h30: #MANHOLE - DESVIO FATAL (#MANHOLE), de Kazuyoshi Kumakiri (99'). JAPÃO. Falado em japonês. Legendas em português.

Indicado para: 16 anos. 18h40: RYUICHI SAKAMOTO | OPUS (RYUICHI SAKAMOTO | OPUS), de Neo Sora (103'). JAPÃO. Falado em japonês. Legendas em inglês. Legendas eletrônicas em português. Indicado para: Livre. 20h50: HOMEM DE PRETO (MAN IN BLACK), de Wang Bing (60'). FRANÇA, EUA, REINO UNIDO. Falado em mandarim. Legendas eletrônicas em português.

Indicado para: 16 anos. OS INGRESSOS PODEM SER ADQUIRIDOS PELO SITE DA VELOX OU NA BILHETERIA DO PRÓPRIO CINEMA. ENDEREÇO DO SATO CINEMA: Rua São Joaquim, 381 (Metrô São Joaquim)



Sobre a Sato Company Fundada em 1985 como distribuidora de filmes para homevideo, a Sato Company, com o decorrer do tempo, ampliou negócios, atuando nas áreas de cinema, televisão, OTT (SVOD/TVOD/AVOD), licenciamento de produtos e produção de conteúdos (filmes, séries, formatos et cetera), tornando-se uma empresa 360 graus no seguimento. Como distribuidora, é pioneira e referência em animes e tokusatsu, com produções japonesas como “Akira”, “Ghost in the Shell”, “National Kid”, “Ultraman”, “Jaspion”, “Jiraiya”, dentre muitas outras. Primeira agregadora de conteúdo da Netflix na América Latina (desde 2011), a empresa se destaca por localizar conteúdos de interesse e relevância aos consumidores, tornando-se referência no mercado.

Sobre o Bunkyo Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social, o Bunkyo foi fundada em 17 de dezembro de 1955 com uma missão de grande significado para a comunidade nipo-brasileira e ao relacionamento Brasil-Japão, como organizar as comemorações do cinquentenário da imigração japonesa no Brasil em 1958. E assim foi feito. E, essa referência da representatividade do Bunkyo atribuída desde o seu nascimento tem sido preservada (e praticada) ao longo desses anos.



fonte: Sinny Assessoria e Comunicação

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page