top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

Embaúba Filmes está com três filmes no Olhar de Cinema de Curitiba

Entre eles está o novo filme de Flora Dias e Juruna Mallon, que teve estreia mundial na Berlinale Forum, do Festival de Berlim deste ano


Embaúba Filmes está com três filmes no Olhar de Cinema de Curitiba

A distribuidora mineira Embaúba Filmes marca presença no Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba, que começa hoje, 14 de junho, com três filmes nacionais na competitiva do evento paranaense: QUANDO EU ME ENCONTRAR, de Amanda Pontes e Michelline Helena; , de Rafael Conde; e O ESTRANHO, de Flora Dias e Juruna Mallon.

Produzido no Ceará, pela Marrevolto (“A Filha do Palhaço” e “Inferninho”), o filme QUANDO EU ME ENCONTRAR, de Amanda Pontes e Michelline Helena, começa quando Dayane vai embora de repente. Sua mãe Marluce (Luciana Souza), sua irmã Mariana (Pipa) e seu noivo Antônio (David Santos) ficam. As diretoras delicadamente apresentam personagens que tentam tocar com as suas vidas e lidar a partir da ausência do ente querido. Entre a busca incessante, a resignação calada e a negação silenciosa, localiza-se este tocante drama familiar.

Com Caio Horowicz (“Califórnia”) e Eduarda Fernandes (“Luna”), , o terceiro longa do cineasta mineiro Rafael Conde (“Fronteira”), acompanha um casal obrigado a viver na clandestinidade severa. Baseado em fatos, o contexto sombrio do filme contrasta com a esperança em que se encontrava José Carlos Mata Machado naquele período. Zé se depara com questionamentos sobre o sentido último da militância, a influência intelectual do pai e os projetos de constituir família e ver crescer os filhos.

Exibido no Festival de Berlim deste ano, na Mostra Forum, O ESTRANHO se passa no Aeroporto de Guarulhos (SP), um símbolo de progresso e um monumento do mundo globalizado, mas também um marco do agressivo processo de colonização e ocupação do território. Embora seja um lugar onde as pessoas transitam o tempo todo, o filme joga o seu olhar para aqueles que ficam, cujas vidas se cruzam naquele solo onde trabalham. O filme é dirigido por Flora Dias e Juruna Mallon e produzido por Lira Cinematográfica e Enquadramento Produções. QUANDO EU ME ENCONTRAR

Sinopse: a partida de Dayane se desenrola na vida daqueles que ela deixou para trás. Sua mãe, Marluce, faz de tudo para não demonstrar o choque que a partida da filha lhe causou. A irmã mais nova de Dayane, Mariana, enfrenta alguns problemas na nova escola onde está estudando. Antônio, noivo de Dayane, se vê num vazio diante da partida dela e busca obsessivamente por respostas.

Direção: Amanda Pontes, Michelline Helena Roteiro: Amanda Pontes, Michelline Helena Produção: Caroline Louise Elenco: Luciana Souza, David Santos, Pipa, Di Ferreira Diretor de Fotografia: Victor de Melo Montagem: Mariana Nunes Gomes Som: Lucas Coelho Compositor: Vitor Cozilos, João Victor Barroso Direção de Arte: Thaís de Campos

 

Sinopse: José Carlos da Mata Machado, líder do Movimento Estudantil Brasileiro, participa de um grupo de resistência contra a ditadura militar no Brasil (1964-73). Perseguido, deixa o conforto de uma vida burguesa para trabalhar com alfabetização e conscientização política no interior do nordeste, na clandestinidade. Baseado em uma história real.

Direção: Rafael Conde Produção: Samantha Capdeville Roteiro: Anna Flávia Dias, Rafael Conde, baseado no livro “José Carlos Novais da Mata Machado, Uma Reportagem”, de Samarone Lima Elenco: Caio Horowicz, Eduarda Fernandes, Samantha Jones, Rafael Protzner, Yara de Novaes, Gustavo Werneck, Alexandre Cioletti, Richard Paes, Henrico Kneip, Miguel Dias, Ravi Oter Diretor de Fotografia: Luís Abramo Montagem: Fabian Remy Som Direto: Gustavo Fioravante Desenho de Som e Trilha Original: Pedro Durães Participação e Música Especiais: Sara Não Tem Nome, Victor Galvão Direção de Arte: Oswaldo Lioi


 

O ESTRANHO

Sinopse: em um território indígena, funciona o Aeroporto Internacional de Guarulhos. Centenas de milhares de passageiros o atravessam diariamente e 35 mil trabalhadores apoiam sua operação. O Estranho retém seu olhar não sobre aqueles que passam, mas sobre o que ali permanece. Seguimos personagens cujas vidas se cruzam no dia a dia do trabalho neste chão. Alê, uma funcionária de pista cuja história familiar foi sobreposta pela construção do aeroporto, nos conduz por encontros através dos tempos. As memórias e o futuro dela e de seus companheiros estão permeados por uma questão comum: rastros de um passado em um território em constante transformação.

Direção: Flora Dias, Juruna Mallon Roteiro: Flora Dias, Juruna Mallon Elenco: Larissa Siqueira, Antonia Franco, Rômulo Braga, Patricia Saravy, Thiago Calixto, Laysa Costa Produtoras: Lira Cinematográfica, Enquadramento Produções Coprodutoras: Pomme Hurlante Films, Filmes de Abril, Ipê Branco Filmes Produção: Lara Lima, Leonardo Mecchi Coprodução: Eva Chillón, Paula Pripas Direção de Fotografia: Camila Freitas Direção de Arte e Figurino: Dayse Barreto Montagem: João Marcos de Almeida Duração: 101 minutos Ano: 2023 País: Brasil Sobre a Embaúba Filmes A Embaúba Filmes é uma distribuidora especializada em cinema brasileiro, criada em 2018 e sediada em Belo Horizonte. Seu objetivo é contribuir para a maior circulação de obras autorais brasileiras. Ela busca se diferenciar pela qualidade de seu catálogo, que já conta com mais de 40 títulos, em menos de 5 anos de atuação, apostando em filmes de grande relevância cultural e política. A empresa atua também com a exibição de filmes pela internet, por meio da plataforma Embaúba Play, que exibe não apenas seus próprios lançamentos, como também obras de outras distribuidoras e contratadas diretamente com produtores, contando hoje com mais de 500 títulos em seu acervo, dentre curtas, médias e longas-metragens do cinema brasileiro contemporâneo.

fonte: Sinny Assessoria e Comunicação

12 visualizações0 comentário

Σχόλια

Βαθμολογήθηκε με 0 από 5 αστέρια.
Δεν υπάρχουν ακόμη βαθμολογίες

Προσθέστε μια βαθμολογία
bottom of page