top of page
  • Foto do escritorRicardo Figaro

Barbie: força feminina no filme inspira mulheres a seguir carreira na indústria cinematográfica

Presença feminina aumentou apenas 3% nos últimos 25 anos de cinema, aponta pesquisa


Barbie: força feminina no filme inspira mulheres a seguir carreira na indústria cinematográfica

Trabalhar com cinema é investir na habilidade de contar histórias e impactar pessoas. Porém, essa área de trabalho parecia ser apenas um sonho distante para muitas mulheres. Apesar da melhora gradual, as mulheres ainda são uma minoria na indústria cinematográfica.

Segundo o relatório “The Celluloid Ceiling: Employment of Behind-the-Scenes Women on Top Grossing U.S. Films in 2022”, no ano passado, as mulheres eram 22% das diretoras, roteiristas, produtoras, editoras e cinegrafistas trabalhando nos 250 principais filmes. A pesquisa aponta ainda que a presença feminina na indústria cinematográfica teve um aumento de 3% durante os anos de 1998 até hoje.

Dentro desse tímido cenário de representatividade, o filme Barbie, inspirado na boneca da Mattel e lançado no dia 20 de julho de 2023, vem para evidenciar a força e a capacidade das mulheres na área. Com a direção de Greta Gerwig e a produção e atuação de Margot Robbie, duas figuras femininas de renome internacional, o longa é um recorde para produções dirigidas por mulheres, alcançando mais de US$ 300 milhões apenas nas bilheterias americanas.

Para Juliana Frigerio, Diretora Acadêmica da WorldEd School, rede global de ensino americana, esta é uma oportunidade para que as mulheres se inspirem e ingressem no cenário cinematográfico. “Cada vez mais a mulher está adentrando no mercado de trabalho independentemente da área, mesmo que em alguns casos discretamente, como no cinema. Tal inserção se deve principalmente pela maior qualificação e aprofundamento nos estudos, que não muito tempo atrás era visto como um tabu. Barbie tem sido um grande sucesso antes mesmo de estrear e espero que incentive meninas a seguirem seus sonhos e se especializarem na área cinematográfica”, afirma.

No entanto, Frigerio acredita que tudo isso só é possível graças à constância do aprendizado das mulheres. “Independente do gênero, é necessário ter uma boa educação para suceder no mercado de trabalho”. Nessa questão, Greta Gerwig, por exemplo, não investiu apenas em ler livros e assistir cerca de 33 filmes específicos para ter inspiração para Barbie. A atriz e diretora é também formada em inglês e Filosofia pela Universidade de Columbia, em Nova York, nos EUA.

Assim, Juliana Frigerio aponta que na WorldEd School, rede de ensino americana de alcance internacional, seu papel principal é levar um ensino de qualidade aos jovens de todo o mundo. A rede, com sede na Flórida-EUA, e presente em 5 continentes, possibilita que o estudante tenha a oportunidade de se formar com duplo-diploma, ou seja, o currículo de seu país de origem e o americano. A escola também promove o contato com diversas áreas de aperfeiçoamento, como o audiovisual, pelas aulas optativas oferecidas pela instituição.

“Na busca por mais qualificação, aliado à determinação, mulheres se tornaram donas de grandes empresas e até mesmo presidentes de países. Nossa luta histórica, atrelada às nossas habilidades, capacitações e força de vontade, só poderia gerar excelentes resultados”, conclui Frigerio.

Sobre a WorldEd School

A WorldEd School é uma rede de ensino americana futurista com viés internacional, criada em 2017, na Flórida, com alunos, professores, tutores e/ou com parcerias, com a projeção de chegar a 10 mil alunos em 2023. A rede global está presente em 4 continentes: América, Europa, Ásia e África. E oferece o Duo Diploma - a formação do estudante no currículo do seu país de origem e o currículo americano que pode ser usado em universidades americanas e de todo o planeta. O propósito da WorldEd School é conectar pessoas de todo o mundo para que com a vivência de cada um e com a sua bagagem cultural e de seu país, todos possam aprender e desenvolver competências para o mercado de trabalho e para a vida.

fonte : Queissada Comunicação

6 visualizações0 comentário
bottom of page